Vale-refeição no home office? Saiba mais

O vale-refeição é um benefício dado aos colaboradores que não podem fazer suas refeições em casa ou na própria empresa. Com que, eles podem se dirigir a um restaurante ou lanchonete, por exemplo, e almoçar com o valor do vale.

A grande vantagem do vale-refeição é não precisar gastar muito com suprimentos alimentícios e nem perder muito tempo indo para casa fazer as refeições. Porém, na modalidade home office, a necessidade desse vale não fica tão caracterizada, de modo que surgem algumas controvérsias sobre a necessidade legal de as empresas arcarem com ele.

Veja, neste post, os benefícios do home office para o funcionário e o direito ao vale-refeição. Acompanhe!

Quem trabalha home office tem direito a vale-refeição?

Os trabalhadores que atuam home office, ou os que passaram a atuar nessa modalidade depois da pandemia do novo coronavírus, precisam se alimentar da mesma forma que os colaboradores que atuam presencialmente.

Porém, o vale-refeição fica, de certa forma, descaracterizado quando o trabalho é feito em casa e o colaborador não precisa (ou não pode) sair de sua residência para fazer as refeições.

Uma saída para esse problema seria fazer a troca do vale-refeição pelo vale-alimentação, de modo que o valor seja empregado em supermercados, por exemplo, ao invés de estabelecimentos como lanchonetes e restaurantes.

Outra saída interessante é utilizar o vale-refeição para fazer compras alimentícias por meio de delivery, seja por telefone ou aplicativos voltados à venda de comida.

Para quem já possuía o vale-refeição antes de trabalhar em regime home office, o mais aceito é que o benefício não pode ser retirado, mas mantido ou trocado pelo vale-alimentação.

Um acordo deve ser buscado entre o empregado e o empregador. Assim, as necessidades de alimentação serão atendidas e nenhuma disputa judicial terá que ser travada.

Em relação à legalidade da retirada ou manutenção do benefício, o assunto ainda gera controvérsia e divide a opinião de especialistas. 

Por isso, o melhor é manter o bom senso e sempre pensar que o funcionário que trabalha em casa também precisa se alimentar e pode contar com o vale-refeição mensal para organizar o planejamento financeiro.

Benefícios para quem trabalha home office

O vale-refeição, como dito, pode ou não ser mantido, a depender da opinião do setor jurídico da empresa e do acordo realizado com os colaboradores.

Já o vale-alimentação deve ser mantido com a troca do trabalho presencial para o home office, pois, uma vez concedido o benefício para os colaboradores, por lei, ele não deve ser cancelado.

O vale-transporte fica totalmente descaracterizado durante o home office, já que não é preciso se deslocar ao local de trabalho. Assim, as empresas que desejarem retirar esse vale dos benefícios do home office para o funcionário, podem o fazer.

Para substituir o vale-transporte ou até dar uma ajuda a mais para os colaboradores que começam a atuar em casa, é interessante conceder o Auxílio Home Office.

Ele ajuda o colaborador a ter a infraestrutura necessária para desempenhar um bom trabalho em casa.

Conheça a Flash Benefícios

A Flash ajuda a resolver as questões relacionadas aos benefícios do home office para o funcionário por meio dos benefícios flexíveis. Assim, os colaboradores têm acesso aos seus benefícios em um cartão com a bandeira Mastercard.

O setor de RH da empresa escolhe os benefícios que mais se adequam às necessidades dos colaboradores e eles utilizam o cartão para usufruir de tais benefícios. Navegue pelo site da Flash para saber mais sobre os benefícios flexíveis!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *