Saúde Mental em primeiro lugar

Durante a noite do quarto dia do RH Summit, Suelen Rodrigues, gerente de saúde integral do Grupo Boticário, apresentou a palestra Saúde Mental em primeiro lugar. 

Durante a noite do quarto dia do RH Summit, Suelen Rodrigues, gerente de saúde integral do Grupo Boticário, apresentou a palestra Saúde Mental em primeiro lugar.

image3-Jun-25-2021-06-06-08-50-PM

O painel contou um pouco sobre os protocolos de cuidado adotados pela instituição durante a pandemia de Covid-19, fornecendo segurança e cuidado aos colaboradores e discutindo sobre saúde mental.

Deixou-se claro que é preciso falar sobre saúde mental, enfatizando como o cuidado com as pessoas e suas famílias deve ser genuíno. Além disso, também foi abordado como as relações podem ser valorizadas e como os gestores podem, cada vez mais, ter um olhar atento para o seu time.

“Transformar a vida das pessoas… levar esse cuidado para os colaboradores” – Suelen Rodrigues

Ainda foram pontuadas as estratégias envolvendo a diversidade, os programas de jovem aprendiz e os de afinidade. Também foi pontuado como preparar as pessoas para viverem uma experiência diferente dentro das empresas, tendo uma carreira alinhada com o que elas realmente querem para si.

O painel ainda apontou possíveis caminhos para um futuro com o aumento da vacinação contra a Covid-19. Também foi observada a existência de ambientes de teste suscetíveis às transformações e mudanças. É possível que haja colaboradores em regime presencial, híbrido e home office.

Também foi pontuado que o que se estamos vivenciando não é um trabalho remoto natural, mas sim forçado, em que as pessoas estão tendo que equilibrar funções e tarefas da vida doméstica e do trabalho.

Por essas e outras, é dever da liderança se moldar cada vez mais. Isso pode ser feito ouvindo os seus liderados, encontrando as melhores formas de trabalho e fazendo acordos com a equipe a partir da realidade de cada um.

Alguns atravessamentos do modelo home office foram citados, como a questão da alimentação, que encontrou diversas mudanças. Os aspectos familiares também foram tratados, como a rotina dos filhos junto às agendas de trabalho.

Em suma, foi observado todo um contexto de desafios pessoais e organizacionais, além da insegurança econômica mundial atual. Ainda sobre o líder, ressaltou-se a sua importância para que toda a equipe passe pelos momentos mais críticos.

Ao fim do painel, foi dito que uma pandemia nunca tem um lado bom, mas que deixa aprendizados. Alguns deles são o senso de empatia (que cresceu muito durante o período ainda atual), a aproximação com o nosso lado mais humano, um maior espaço para ouvir o outro, e a possibilidade das pessoas compartilharem os seus sentimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *