O que você precisa saber para contribuir para a carreira e desenvolvimento dos seus estagiários

Diego Cidade, CEO e fundador da Academia do Universitário, falou sobre O que você precisa saber para contribuir para a carreira e desenvolvimento dos seus estagiários no quinto e último dia de RH Summit 2021. A curadora da palestra foi Jéssica Martins.

Diego Cidade, CEO e fundador da Academia do Universitário, falou sobre O que você precisa saber para contribuir para a carreira e desenvolvimento dos seus estagiários no quinto e último dia de RH Summit 2021. A curadora da palestra foi Jéssica Martins.

image3-Jun-28-2021-07-28-48-52-PM

O começo da discussão foi pautado na questão de que é preciso voltar às raízes dos produtos de gente, isto é, relacionados ao RH das empresas.

Muitas vezes, as empresas desenvolvem trilhas de carreira robustas, mas não conseguem ajudar os estagiários durante a jornada. Assim, acabam novamente muito em atração e desenvolvimento, mas esquecem que dentro de casa já tem muitas coisas que poderiam aplicar para suprir as necessidades dos estagiários.

É preciso ter em mente que o gestor precisa estar ciente da integração geracional que deve ocorrer na empresa. Os líderes devem ser mentores de excelência para estagiários, valorizando esses profissionais e auxiliando nos seus desenvolvimentos.

“Por que não olhar para diversidade desde o começo para poder fortificar isso na hora de fazer o employer branding?” – Diego Cidade

Em relação à gestão da performance dos estagiários dentro das empresas, foi dito que o People Analytics é uma ótima ferramenta. Porém, é preciso ir além dos dados e focar na integração do profissional.

O estagiário tem que saber quais são suas metas e ter clareza em suas funções. Mais do que isso, ele deve entender como a função dele impacta no faturamento da empresa. Somente assim ele será integrado de forma adequada e poderá trazer os melhores resultados.

Um dado interessante foi abordado durante a palestra: a geração Z se adapta 72% mais rápido do que as gerações anteriores. Então, é preciso haver uma integração completa. Se não há orçamento para isso, a empresa deve ser criativa e propiciar uma boa relação entre gestores, RH e estagiários.

Embora muitas pessoas pensem que a contratação de estagiários é mais barata, isso não se mostra na realidade. Treinar um estagiário é caro, e mais caro ainda é perdê-lo para outras empresas.

É preciso pensar nos motivos certos da contratação. A empresa deve saber onde quer aquele estagiário em dois anos, por exemplo. Com transparência, a contratação ocorre de maneira mais exitosa e esses profissionais entram superempolgados para fazer a diferença na empresa.

Além disso, é preciso sempre focar em feedbacks, mentorias e cursos, estando disposto a dar feedbacks instantâneos e contínuos e deixar o estagiário levar o que aprendeu para a prática do dia a dia. Além disso, outros colaboradores da empresa podem ajudar a desenvolver esses profissionais, sem que sejam necessárias ferramentas externas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *