Live CEO Flash + Key Account

No dia 26 de agosto de 2021, foi realizada a live Flash Debate: PAT e o futuro do trabalho. O tema do conteúdo foram as propostas de alteração do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) e como isso se relaciona aos benefícios flexíveis. Também abordou-se a preparação das empresas para as mudanças no PAT.

A live teve a mediação de Alana Azevedo e contou com a participação de Pedro Lane (sócio-fundador da Flash), Fabiano Rangel (head organizacional e institucional na Leão Alimentos), Cristina Maia (especialista de benefícios na Siemens Energy) e Yara Leal (sócia na Higasi, Shimada, Veisid & Leal Advogados Associados).

No começo da live, foi explicado por Pedro Lane o que é o PAT. Segundo ele, ele é uma política pública criada pelo governo em 1976 e que vem evoluindo desde então. 

Porém, a última inovação desse programa foi em 2001 e, por 20 anos, não foi modificado. Agora, o PAT precisa sofrer mudanças para corrigir algumas distorções em relação aos benefícios oferecidos aos trabalhadores.

As alterações do novo PAT se relacionam de forma muito interessante com os benefícios flexíveis, pois garantem às empresas – em especial aos setores de RH – uma maior autonomia para beneficiar os colaboradores. Isso dá a chance de as empresas suprirem as reais necessidades dos profissionais de forma efetiva.

Fabiano Rangel explicou um pouco sobre como os benefícios flexíveis oferecidos pela Flash Benefícios impactam a Leão Alimentos. Uma das questões mais expressivas foi a pesquisa de satisfação realizada pela empresa dois meses após a implementação dos benefícios. O resultado da pesquisa foi de 98% de nível de satisfação.

Pedro Lane comentou sobre a retirada das amarras das empresas que o novo PAT poderá trazer quando for implementado. Isso dará mais liberdade para os colaboradores, uma vez que tal recurso permite que eles possam avaliar com mais flexibilidade como utilizar os benefícios.

Yara Leal entrou no debate e comentou um pouco sobre a segurança jurídica trazida pelo novo PAT, especialmente no que tange aos benefícios de alimentação. As empresas podem ficar mais seguras quanto à flexibilização dos benefícios e podem implementá-los com mais tranquilidade no ambiente corporativo.

Cristina Maia falou um pouco sobre o impacto da pandemia nas relações de trabalho no dia a dia das empresas. Segundo ela, o cenário atual acelerou os processos que antes eram apenas cogitados, como o home office, por exemplo.

Com a flexibilização dos formatos de trabalho, fica cada vez mais evidente que os colaboradores também têm necessidades diferentes. Na Leão Alimentos, que é dividida em diversos setores e áreas de atuação em locais distintos, era muito difícil adequar apenas uma solução de benefícios a todos os colaboradores.

É preciso entender o contexto de cada grupo de profissionais, estejam eles nos escritórios ou nas fábricas, por exemplo. Por isso, não é interessante oferecer apenas o vale-alimentação ou o vale-refeição. A flexibilização dos benefícios atende às necessidades de diferentes grupos de colaboradores, dando o direito de escolha a eles.

Também foi abordado que os sindicatos são interlocutores importantes na conversa sobre os benefícios flexíveis. Existem convenções coletivas de trabalho que devem ser observadas pelas empresas antes de fazer modificações na implementação desse tipo de benefício.

Ao final do conteúdo ao vivo produzido pela Flash Benefícios, foram sanadas diversas dúvidas do público que acompanhava a live. Além disso, Pedro Lane falou um pouco sobre o futuro dos benefícios flexíveis e a importância de colocar o colaborador no centro das decisões, especialmente no que se refere à atuação do RH.

Ficou interessado e quer saber mais?

Acesse nosso site ou preencha o formulário que entraremos em contato. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *