Case: Como funciona a dinâmica de times distribuídos

O terceiro dia do RH Summit contou com a palestra Case: Como funciona a dinâmica de times distribuídos, com Manoela Vieira, diretora de Marketing Global da Avenue Code. 

O terceiro dia do RH Summit contou com a palestra Case: Como funciona a dinâmica de times distribuídos, com Manoela Vieira, diretora de Marketing Global da Avenue Code.

image2-Jun-25-2021-06-18-05-23-PM

Durante o painel, foi falado sobre aspectos trazidos pela pandemia de Covid-19 que impactaram o ambiente corporativo, deixando os times inseguros e desmotivados, por exemplo. Além disso, falou-se sobre tecnologia, com a implementação de ferramentas digitais que permitiram dinâmicas virtuais e que influenciaram positivamente aspectos como motivação e eficiência. Foi notado, inclusive, que isso acarreta uma produção muito maior do que era observado antes.

O medo da pandemia, no geral, gira em torno da falta de disciplina que acontece no home office, a interrupção dos familiares no dia  dia de trabalho e o constante isolamento. Porém, a tecnologia, que combina uma gestão humanizada, permitiu que equipes ficassem integradas e presentes no dia a dia dos colaboradores.

Os gestores, atualmente, para gerir suas equipes em home office, precisam de alguns skills, como confiança no colaborador, dando ferramentas para ver o trabalho sendo desenvolvido (como o Trello, por exemplo).

Além disso, é necessário que os gestores estejam dispostos a interagir com os times, participando do dia a dia e colocando a mão na massa.

É preciso que o gestor tenha automotivação e influencie a motivação dos colaboradores, estando atento a eles para entender o que está os afetando profissional ou pessoalmente. Uma alternativa são as reuniões um a um, por exemplo.

Ainda foi observado que a cultura organizacional e seus valores são como bases de sustentação, e que o RH precisa conhecer essa cultura e os posicionamentos dos gestores, para que, na contratação, sejam buscados funcionários que valorizem e estejam alinhados a esses pontos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *